Zan Perrion e a Sedução Iluminada - Parte 4: O medo e a rejeição

Este é um artigo de ouro puro feito por Zan Perrion, que explica sua filosofia, traduzido não por mim mas pelo PUA Marinho.
Enfim, sem mais delongas, aqui vai mais um artigo do mestre!
“Imagine-se em uma tarde quente, passeando pelas ruas de sua cidade favorita, lento e sereno. Apenas você e seus pensamentos. Apenas você e o cheiro dos restaurantes e lojas pelos quais você está passando. Apenas você e o som do trânsito. Apenas você e os estranhos ao seu redor, atrás de você, à sua frente, ao seu lado… você se sente calmo, como uma rocha no meio do asfalto vendo o fluxo de pessoas passando por você.
Você sente o calor do sol em sua face e se sente satisfeito, você não tem nada com que se preocupar e nada que necessite de sua atenção. Você não esta fazendo nada. Está apenas… sendo. O ar está vivo, eletrizante. As possibilidades estão em todo lugar e você esta respirando profundo, absorvendo os cheiros… os sons. E então, você a vê!
Ela está casualmente andando em sua direção, ocasionalmente parando para olhar algumas vitrines, e ela parece bonita pra você. Ela usa roupas simples, poucos apetrechos, flutuando enquanto se move, com a luz do sol brilhando sobre ela, ela se veste com classe, Ela caminha tranqüila… e você recupera seu fôlego. Ela está chegando perto, ela esta olhando as vitrines e nem imagina que você a esta observando. É óbvio, ela não está com pressa. Agora ela está mais perto ainda!

Aqui está a questão: O que você vai fazer? O que você vai fazer?

Você sabe exatamente o que você quer fazer. Você quer pará-la e dizer alguma coisa charmosa e confiante. Você quer sorrir e perguntar pelo seu nome. Você quer perguntar se ela gosta do barzinho ali da esquina. E se ela gostar, você gostaria que ela se sentasse com você, atenta, entrelaçada pela sua facilidade de conduzir a conversa e você quer divertí-la com suas histórias, você quer repartir isso com ela. Quer ficar intrigado quando ela oferecer seu número de telefone, sem que você peça. E então você quer ligar para ela essa noite, e a próxima noite, e a outra, e a outra… você quer falar para ela que você a acha linda, e que você não consegue esperar para vê-la novamente. Você QUER FAZER TUDO ISSO!
Mas você não pode, você não pode… PORQUE VOCÊ ESTÁ COM MEDO.
Você está com medo de tentar pará-la e falar “oi” e ela expressar um sorriso discreto e sem graça e continuar andando. Ou ela pode ignorar você. Ou ela vai balançar a cabeça e evitar olhar para você. Você está com medo de que ela fale seu nome e você tenha um branco e fique nervoso, desesperado procurando por algo de interessante para dizer a ela. Você está com medo de que se você não tiver um branco e conseguir começar uma conversa e uma hora perguntar se ela gostaria de tomar algo no barzinho da esquina e ela não aceitar ainda falar que tem namorado. Ou ela vai rir de você. Ou ela vai te olhar com olhos furiosos e dizer “não, não gostaria!” e continuar andando.
Você está com medo, de ela aceitar tomar um café com você e se mostrar uma pessoa simplesmente chata que não tinha nada melhor pra fazer. Além do mais, você está certo de que não é o tipo dela. Depois de tudo você sabe que você é muito baixo pra ela e que ela gosta de uma cor de cabelos diferente da sua e você sabe que você não é bom o suficiente para ela. E se ela se aproxima de você, pede para você ligar para ela, dá seu número, e então, você fica com medo porque você não tem idéia o que fazer com isso. Você deve ligar para ela essa noite? Você deve esperar três dias? Uma semana?

Você não tem ideia.

E então, se você dá um jeito e arruma coragem para ligar para ela, como você vai agir? Como você vai ouví-la? Como deve ser seu tom de voz? Carinhoso? Engraçado? Suave? Seguro e direto? Ou você deve simplesmente ser você mesmo? E não importa como, você vai ser você mesmo? Por que ela se interessaria em você sendo você mesmo?
E finalmente se você a cumprimenta e fala pra ela que ela está linda hoje na suas roupas simples, que está flutuando enquanto se move, então você fica com medo de que isso pareça uma súplica. Não, você não pode elogiá-la. Ao invés disso você se manter frio, distante e desinteressado porque do contrário ela pode pensar que você é um necessitado e está disponível demais. Você odeia agir assim. Por que você não pode ser natural e real, e simplesmente não jogar esse joguinho? Ahh porque se você não jogá-lo você certamente irá perder!
Ela está muito próxima de você agora, mas isso não importa porque em uma fração de segundo sua mente maquinou todos cenários negativos possíveis.
E ela passa por você. E tudo que você faz é um sorriso, beicinho fininho… e balança a cabeça negativamente pra ela, ela pode ou não ter notado, você não pode dizer, e isso te deixa muito triste. Boa, você está sozinho.
E assim a maioria dos homens vive suas vidas: eles desperdiçam seu tempo vendo ela passar. Eles falham deixando que as possibilidades de um encontro, que poderia ser o encontro mais romântico que já tiveram, passem por eles.
E tudo isso é por causa do nosso mais profundo medo: O MEDO DA REJEIÇÃO.
Hoje em dia os homens sentem que se uma mulher rejeitá-los – educadamente ou não- ela o terá invalidado, terá ferido sua masculinidade. Ele não pode ajudar, mas sente que ela indiretamente está o rejeitando como homem. Ele simplesmente não é bom o suficiente para ela. E por extensão, ele não é bom o suficiente para ninguém – inclusive para ele mesmo. Não importam quais são as razões dela – ela pode estar triste hoje, ou não estar se sentindo muito bem, ou tiver acabado de terminar um namoro, ou um casamento feliz, ou estar frustrada com sua carreira, com sua vida… ele ainda leva para o lado pessoal.
Até o mais confiante dos homens. – aqueles que costumam estar constantemente na companhia de mulheres, sentem ainda uma pitada de hesitação quando se deparam com uma mulher que lhe tira o fôlego.
O medo da rejeição é o medo mais profundo de um homem, e também a causa que o faz hesitar, travar, pausar com aquele friozinho familiar na barriga. Em outras palavras, sem que ela diga uma única palavra, ele já se rejeitou. Ela não tem que rejeitá-lo, porque ele já fez isso por ela. A verdade é que, o medo da rejeição existe em todos nós, inclusive nela. Nós temos sidos condicionados pela sociedade à acreditar que nós simplesmente não somos bons o suficiente.
É um sentimento natural para nós que os outros nos rejeitem porque nós temos vivido com o medo da rejeição em nossas vidas. Nós usamos o medo da rejeição como um cobertor, nós crescemos acostumados com isso. Além disso, a maior parte de nossos problemas com nossas relações está fundamentado no medo da rejeição. Mesmo para um relacionamento estável, o latente medo da rejeição pode discretamente se manifestar ocasionalmente em atos de ciúmes, ou irritação com argumentações insignificantes. Nós nascemos com um único medo: o medo de barulhos altos. Todos os outros medos são adquiridos com o decorrer de nossa vida. Quando tínhamos quatro anos, nós podíamos cantar, desenhar. Mas começamos a ir a escola pela primeira vez nós começamos a nos comparar com os outros. Nós vimos outras crianças (estranhas) desenhando pela primeira vez, e nós sentimos que talvez nós não pudéssemos desenhar.
A sociedade tem colocado em nossa mente que talvez nós não possamos ser bons como outras pessoas. Ou igual, nossos pais nos falavam com palavras ou com atos desde cedo que nós simplesmente não éramos bons o suficiente.
Homens desperdiçam suas vidas tentando compensar essa perspectiva de baixo valor. Eles tentam usar roupas corretas, ter uma boa profissão, dirigir seu carro corretamente, tudo em uma tentativa de distraí-la. Esperando que talvez ela não o avise – em ultimato- que ele foi rejeitado.
E então, aqui estamos nós hoje: homens com medo das mulheres, porque eles sentem que elas têm o poder… o poder para validá-lo como homem. Para a maioria dos homens, se uma mulher concorda em vê-lo, marcar data de casamento ou amá-lo, isso lhe dá valor. Ele se sente como um homem. Como se alguém o tivesse aceitado como ele é. Infelizmente ele sente que o inverso também é verdade. Afinal de contas se ela o rejeita por não concordar com todas essas coisas então ela não estará invalidando ele?
Uma das mais tristes frases para um homem escutar de uma mulher é, “Não leve isso para o lado pessoal, mas…” ela pode sinceramente não querer machucá-lo, mas na realidade, um homem não pode ajudar, mas “levar para o lado pessoal” é o que acontece agora: ele sente a rejeição, educada ou não, como uma invalidação direta ou não. Isso faz um homem à “paradoxos de auto-avaliação”, “por quê?” ele se pergunta, “o que há em mim que não agrada a ela?” “eu não sou bom o suficiente?” “charmoso o suficiente?” “o que eu fiz?” “o que eu não fiz?” “POR QUÊ?”
E o ciclo se repete. Uma vez eu vi um letreiro em um hotel em Vienna que dizia o seguinte: “se você visse seu comportamento da maneira que os outros veem, você ficaria espantado” eu pensei sobre aquela frase por um bom tempo, e você deveria fazer o mesmo. Se você pensar bem, descobrirá a verdadeira resposta pro medo da rejeição.
Lembre-se sempre, de que não importa a consequência, não importa como ela lhe responderá à você, VOCÊ CONTINUARÁ SENDO VOCÊ! Você NUNCA perderá. Nunca esqueça isso, isso é a chave para vencer seu medo da rejeição.
E então… faça, de qualquer jeito. Mesmo tendo sucesso, oradores e performers têm borboletas mesmo antes de irem ao palco. É natural. A diferença é que eles fazem, de qualquer jeito. Eles não falham em agir. Eles não necessariamente têm menos medo que nós. Invés disso, eles tomam fôlego, e “fazem mesmo assim” independente de seus medos.
Portanto, da próxima vez a vê-la, não hesite! Invés disso aproxime-se com um sorriso, sabendo em seu coração que ela também está com muito medo da rejeição, que ela também está nervosa sobre sua aparência. Não se rejeite ou a rejeite, antes você tem que conhecê-la! Admita seu medo e então, faça! E lembre-se: não importa o que aconteça, você sempre será você. Você nunca perde! ”
(Zan Perrion)
Marinho:
Só vou dizer uma coisa. REFLITAM PRA CARALHO SOBRE ISSO.Ah, uma outra: espero que todo mundo tenha aprendido com esse texto. Quero que se lembrem de tudo isso quando uma mulher tirar o fôlego de vocês.Abração!

Não tenho mais o que acrescentar! Quem prefere decorar rotinas e truques para ter o que falar para uma mulher, que fique a vontade.

Impressionante como ninguém valorizou este cara até hoje.

Abração!