As 77 Leis do sucesso com as mulheres (41-45)



41 – Esteja sempre progredindo, constantemente

É uma idéia que tirei de W. Eduards Demings, gerente de manufaturas. A história das idéias dele pode exemplificar isso. Após a Segunda Guerra Mundial, os japoneses adotaram as técnicas estatísticas de Demings para melhorar o processo de manufaturas e gerenciamento. Parte sistema era um progresso constante e infindável de redução de variações reduzindo as variações de resultados, reduzindo defeitos e pode ser demonstrado pelo que aconteceu com os EUA, na indústria automobilística nos anos 70, 80 e 90.

“Os japoneses passaram a dominar e enquanto os americanos diziam: “Vamos descobrir como fazer o parafuso que segura o pára-lama no seu lugar, com a especificação exata com o tamanho exato” e eles se focalizam nesse tamanho exato” e eles se focalizam nesse tamanho e fazem isso ano após ano. Enquanto os japoneses diziam: “Vamos fazer isso do tamanho certo, mas que tal, ano que vem, fazermos isso melhor ainda, para melhorá-lo e fazermos do tamanho que seja para uma versão melhor do carro.Assim, tudo no carro ficava melhor com o passar dos anos e ouvi falar que a fábrica do Cadilac lá em Detroit tinha um cara que estava gerenciando o projeto na época. Alguém entrou e disse: “Você já esteve em algum desses Lexus, que estão aparecendo e acabando com você e roubando suas vendas?” E ele disse: “Não”, e então eles trouxeram uma para a fábrica e pediu para que o cara que montava os carros que o desmontasse todo e eles disseram:
“Nossa, olha esse carro, como tudo se encaixa perfeitamente.” E Eles desmontaram tudo e remontaram novamente e ficaram impressionados como foi fácil e intuitivo e disseram: “Na nossa fábrica, nada se encaixa dessa forma, você precisa fazer força, torcer e segurar. Modos diferentes de ver as coisas, de arranjá-las e você perceberá que na vida e nos negócios aqueles que estão constantemente progredindo e procurando sempre uma maneira melhor de aperfeiçoar e fazer as coisas um pouco melhor, nunca formatando as coisas totalmente, sempre deixando um espaço flexível para melhoras, essas são as pessoas que dominam o mundo.

Portanto, por estas e por outras, esteja sempre progredindo e se livre dessa idéia retrograda de que você vai chegar a algum lugar e uma vez lá, você acabou, alcançou, atingiu a perfeição e o resto da sua vida será perfeito, porque você não terá mais nada para fazer para melhorar, pois isto nunca irá acontecer, esqueça. Esse último ponto se chama morte. O progresso final: morte.

42 – Pare de projetar sua força e suas fraquezas nos outros

Se você quer encontrar suas questões rapidamente, bem rápido, faça uma lista de todas as pessoas que você odeia e as características que elas têm que você odeia. Então faça uma lista das pessoas que você mais admira e todas as características dessas pessoas que você mais admira. Daí então pegue a lista das características que você menos preza nos outros e a lista das características que você admira nos outros, coloque na sua frente e perceba que está olhando para um espelho.

As características que você menos gosta nos outros, na maioria das vezes, são as que você menos gosta em você mesmo e as que você mais admira são as que você não está permitindo desenvolver em você mesmo. Portanto para de projetar essas coisas nos outros e seja responsável por elas, tenha consciência delas.

43 – Elimine hábitos negativos ou destrutivos e seus Hábitos são fascinantes de serem estudados.

Hábitos são padrões de pensamentos, modos de comunicar ou comportamentos. Acredito que um hábito é como um rio, quanto mais água corre por esse rio passa, até você ter um lugar como o Grand Canyon. Deixe-me perguntar: “Você acha que é mais fácil mudar o curso do rio quando esse rio for recente ou quando ele tiver milhões de anos? Muitos de seus hábitos são mais difíceis de mudar, os que você teve durante toda a vida, mas você continua com ele, porque te dá outra coisa em troca. Esses são mais difíceis de melhorar, mas quando você chegar ao hábito de não deixar hábitos de não deixar hábitos ruins te dominarem. Você os notará e: “Ok, esta acontecendo, vou tentar levar isso em outra direção e você começará a formar hábitos positivos. Quando você faz isso intencionalmente e você faz isso várias vezes, até que ele mude e comece a criar seu próprio leito, você os deposita em cima do outro e você chega ao ponto de ter vários hábitos positivos ai você começa a ver grandes progresso. Perceba todos os seus hábitos, elimine os negativos e destrutivos e substitua-os por positivos.

44 – Reconheça quando você estiver perdendo o controle de si mesmo e dê uma parada

Sempre que você perceber que você está perdendo a força, perdendo o controle, apenas pare, simplesmente pare não se julgue, não fale mal de si mesmo, não se vitimize, apenas pare. Dê a si mesmo um pouco de espaço, reflita ao invés de se descontrolar.

É uma experiência fascinante ser humano e começar a perder o controle e perceber que a primeira coisa que surge é: “Eu preciso retornar o controle novamente” e o efeito é muito forte e você ainda está perdendo o controle si mesmo, porque o sentimento esmagador de querer segurar a corda e se balançar e ficar frenético.

Quando começar a perder o controle, apenas pare se dê algum espaço. Caso esteja na presença de outras pessoas, pare e, se possível, vá caminhar um pouco sozinho até se acalmar, você pode tentar algum tipo de exercício de respiração ou tentar tirar todos os pensamentos da sua mente, colocar algum espaço na sua vida, faça algo que o distraia, procure se desconectar. Substitua pensamentos e lembranças negativas por pensamentos e lembranças positivas.

45 – Faça o seu território ser seu

Pergunta: Ora, se é seu território, ele já não é seu? Nós temos esse sistema interligado dentro de nós, que somos primatas altamente desenvolvidos e uma das características que nós temos que “veio de fábrica” é essa idéia de sermos territoriados. Territoriado significa que você tem um espaço físico, considerado sua área e você não gosta que outras pessoas o ultrapassem e se o fazem você tomará atitudes para defender seu território.

Nos tempos modernos essa característica que temos de termos um território, não tem chance de se expressar de um modo saudável. Então, como não aprendemos como essa característica funciona, a usamos de forma negativa e destrutiva. Considero positivo usá-la de maneira positiva. Digamos que você tenha um apartamento e ao invés de pensar “ah, eu tenho um apartamento e várias pessoas já moraram aqui eu não estou realmente sozinho por aqui” pense: “ok, esse aqui é meu território? Como o faço unicamente meu? Como faço dele um lugar onde eu estiver, caso esteja ocupado, as coisas começarem a acontecer comigo, eu sentir a pressão e a ansiedade vierem em minha direção, e eu quisesse me recolher, parar e refletir, eu iria querer ir para lá? Como se fosse uma referência de lar e assim que eu passar pela porta, eu irei sentir como se um processo de rejuvenescimento tivesse começado, porque eu amo esse lugar.

Se alguém for à sua casa e começar a fazer algo que você considera desagradável, experimente isso: “É melhor você para com isso, alias seria melhor se você fosse embora agora” e ele poderá dizer: “O que? Do que você está falando?” Então diga: “Eu não gosto quando esse tipo de coisa acontece dentro do meu espaço. Porque você não vai embora agora e nós continuamos outro dia?” Uma das coisas mais poderosas que você pode fazer especialmente no que se trata a mulheres e encontros. Portanto faça seu território ser seu.