Saiba como abordar na 'Pista de Dança'


(Caras, se eu for escrever tudo que eu gostaria sobre o assunto, daria um livro por si só; Espero que dê pra aproveitar um resumão.)
A primeira coisa que se há pra saber sobre a pista de dança é que este foi projetado pra ser o local mais divertido da balada inteira.
E quando eu penso nisto, sempre me lembro o quanto era impossível me divertir por lá quando comecei a sair toda noite pra desenvolver minhas habilidades sociais.
Lembro da época que eu saía de casa e conhecer meninas no lounge já não era mais mistério pra mim. Eu podia me aproximar de uma mesa ou de alguma menina no bar e começar uma conversa era ridiculamente fácil. Mas eu me mantinha longe das pistas.
Por um tempo acreditei que esse tipo de arte que nós exercemos só dava certo em locais silenciosos, afinal temos que valorizar a nossa conversa. É óbvio que eu tinha que fazer Ela sentir o que eu queria que sentisse, se emocionasse comigo, se conectasse comigo! Pra isso todas as rotinas e padrões tinham que ser ouvidos com atenção e blábláblá…
Se eu pudesse, voltaria no tempo e atiraria em mim mesmo. rs
Aposto que muito de vocês se identificam com o que eu passava tempos atrás. Estar com o jogo bem sólido quando se trata de conhecer meninas na fila do banco, no shopping, no lounge, no starbucks. Mas na hora de ir atrás daquela gostosinha que ta dançando freneticamente no meio da pista, a coisa muda.
Aí vem zilhões de desculpinhas. Uma mais absurda que a outra. “ Pista não é comigo.”, “ Eu não sei dançar” , “ Pista é loteria, não é coisa de PUUUAAAA”.
É interessante notar como muitas coisas que tínhamos como verdades sobre o mundo da sedução foram alteradas: Paradigmas foram quebrados, mentes evoluíram, habilidades foram adquiridas; Mas as crenças antigas sobre a pista de dança demoram pra ir embora.
Já passei por isto também.
Saibam que não existe nada de feio ou de desleal ou de caótico no jogo na pista de dança. Acredite: você não é menos PUA/Natural/Sedutor/Garanhão/Que seja, porque usa a pista de dança como mais uma opção de local pra conhecer mulheres!
Mas antes de falarmos sobre como fazer, vamos cair em alguns mitos.
Mito # 1. Não da pra conversar na pista.
Não é verdade, dá pra conversar sim. Embora conversar é justamente o que você não vai querer fazer por lá.
Mito #2. Pista é loteria, chegue em todas que uma hora dá certo.
É errado porque simplesmente, homens como nós não precisamos contar com a sorte, embora se alguém utilizar o método aí em cima, eu não duvido que dê certo. Não pela sorte, mas porque é assim que aprendemos, certo? Testando inúmeras vezes até pegar a fluência da coisa. Foi assim que eu aprendi.
Mito #3. Precisa saber dançar.
Eu nunca danço. Não só não precisa, mas é muito fácil disto acabar sendo negativo. Exploro mais em breve.
Mito #4. Chegar chegando no estilo homem das cavernas é coisa de bêbado chato!
Calibração, compadres! Vivência mostra a hora certa pra tudo.
Mito #5. Espere sempre por contato visual.
Assim como no mito #2, nós não precisamos esperar por coisa alguma. Somos Homens que tomamos iniciativa em tudo em nossas vidas.
Apenas alguns exemplos. O próximo tópico é o mais importante de todos, gostaria de passar mais tempo nele, mas é um assunto por si só:
Atitude.
Lembram-se quando eu disse que dá sim pra conversar, mas não é recomendável falar muito?
Pois é, o que acontece é que a subcomunicação é mais forte que a comunicação propriamente dita, e no meio de uma pista de dança com todo o estimulo que ta rolando, você tem ainda mais liberdade para se expressar somente com a subcomunicação.
Colocando em termos práticos, o jeito que você irá se comportar na frente dela, as breves frases que serão dita, os olhares, os toques, sorrisos. Tudo isto será feito num ritmo diferente do lounge e terá um fator ainda mais definitivo na tua interação.
Por isso, não existem anedotas gigantescas que irão te ajudar aqui, mas quer saber? Perfeito!
Durante o último Workshop VIP da US, Spirit Prince e eu estávamos conversando com duas amigas. Eram interações separadas. Eu olhei para o lado e o Spirit já estava bem físico com a sua menina enquanto a minha me entediava falando sobre… livros e quão forte era o “ ensaio sobre a cegueira.”.
Muitos outros caras, ou mesmo eu certo tempo atrás, poderiam achar que estavam indo super bem em levar um papo tão cabeça e diferenciado em meio a uma pista de dança. Mas no fundo tanto eu quanto ela sabíamos que não era isso que devíamos estar fazendo. Foi aí que eu a calei “Por que diabos a gente ta falando sobre isso?! Olha onde a gente ta! Não é isso que a gente tem que fazer.” Ela sorriu e eu assumi a partir daí e liderei a interação para o cenário que eu queria e em alguns instantes estávamos os dois juntos, nos beijando, trocando sorrisos e intimidade de verdade, não palavras quaisquer.
Por isso, foquem em manter esta atitude. Lidere a interação para onde você quiser levar.
Seja sempre positivo, sempre. Deixe a energia alta. Sorria. Fale ALTO. Divirta-se!
Agora, a atitude que eu espero quando eu digo isto é aquela meio Jim Carrey “ WOOOOOOOOOOOOOOOOOO E AEEEEEEEEEE??!?!!? IIIIIISSSSAAAA!!!!!!” ?
… Não!
Quem me conhece, sabe que eu sou um cara bem tranqüilo e esse tipo de atitude nunca seria natural pra mim. É excessivo, frágil, falso e beeeeem esquisito, na verdade.
Basicamente o que é necessário é a atitude de alguém que toma seu espaço no mundo, faz o que tem que fazer e esta em paz consigo mesmo.
Mantenha sua chama acessa. Imagine que a sua paixão de infância vai estar na balada e agora você tem tudo que precisa pra trazer ela pra sua vida. Assim sendo, todas as meninas que você irá falar, e que te interessam, você vai tratar como se fossem a tua paixãozinha que agora esta ao seu alcance.
Tenha fúria, tenha gana, tenha vontade. Deixe esse tipo de fluído te guiar e te alimentar. Faça com que as meninas com que estiver interagindo sintam essa energia e atitude.
Leia os artigos do Dionísio sobre Testosterona, leia o artigo de Natural do Keeno & Twist.
Viva La vida!
A Abordagem.
Hora de chegar junto.
Lá está ela. Dançando divinamente. Cercada de amigas. Cercada de seguidores. Ela parece hipnotizar todo mundo na pista. Os caras querem estar com ela. As meninas querem ser ela! Chegar mais perto dela é difícil; Os caras todos estão dançando em volta, esperando, torcendo que ela os note.
Parece impossível chegar numa mulher dessas, ela parece estar em outra realidade, tem zilhões de gente em volta e o maldito Akon tocando o mais alto possível.
O que a galera deixa passar é que na verdade é muito simples chegar nessa menina.
90% dos camaradas que tentam chegar nessa menina ficam dançando em volta, e tentam, inutilmente, se juntar a ela na dança e partir daí ver o que acontece (ou o que Não acontece).
O que você vai fazer é algo que todo sujeito gostaria de ter bolas pra fazer. Você vai andar na direção dela, com foco, vai ignorar tudo que estiver no caminho e remover qualquer pobre mortal que te atrapalhe. Vai ignorar por completo o grupo dela. Vai parar na frente dela e falar com ela. Sim, você vai ser direto e não, você não vai dançar.
Sabe aqueles caras que quando estão com meninas na pista de dança começam a dançar sem jeito, e você consegue sacar que eles não estão fazendo isto porque querem e sim porque sentem que deviam tentar se adaptar? Pois é, você não é um deles! Seja firme e em pouco tempo ela vai cair no seu frame e vai parar de dançar e se focar em você.
Seja forte, toque-a logo de cara, fale alto pra caralho, e se for o caso, fale alto pra caralho no ouvido dela.
Não importa muito o que você vai dizer, mas seja honesto e mostre exatamente o porque você esta lá.
Este tipo de abordagem mostra todas as qualidades que você vai querer mostrar inicialmente para uma menina. Aposto que vocês conseguem identificá-las.
Depois disso, uma conversa pequena e uma troca de nomes dão conta do recado. Se a interação estiver ON, tudo estiver na vibe que você gostaria, aí você pode ser apresentado para os amigos dela e isolar, ou fechar ali mesmo.
Mas tarde, depois que você já a tiver beijado, leve-a pra algum lugar mais tranqüilo e passe o tempo que for se conectando, agora é uma hora boa pra isso.
E divirtam-se! Lembrem-se que o mundo foi feito pra isso!