As 77 Leis do sucesso com as mulheres (6-10)


Número 6 : Mude o seu modelo de referência pra dentro de você

Alguns tipos de especialistas em comportamento e motivação, psicólogos, falam sobre uma distinção entre as pessoas. O que eles descobriram foi que algumas pessoas, ou a maioria, tem o que eles chamam de modelo de referência externa. Constantemente procuram à sua volta, no mundo e nos outros, algo que diga se eles estão fazendo a coisa certa, se estão no lugar certo, pensando os pensamentos certos, usando as roupas certas, ou dizendo as coisas certas. Existe um outro grupo de pessoas com, o que eles chamam de "modelo de referência interna", ou uma referência interna de controle e, ao invés de olhar pra fora pra saber se eles estão ou não da maneira certa, elas olham pra dentro de si mesmas, pra saber se os outros estão certos. Se o seu suporte de referência for interno, se você é quem decide sobre o que é certo ou errado na sua vida e você está usando as ferramentas, as pessoas e as situações ao seu redor pra ajudar você a alcançar as coisas que você quer para sua vida, você será muito mais eficiente, também será mais poderoso, terá mais carisma, muito mais energia para atrair outras pessoas.
Mude o seu modelo de referência pra dentro de você

Número 7: Pare de transformar eventos externos em significados internos

O que quero dizer com "significados internos"? Significados internos...Quando falei sobre o conceito de você ter uma auto-imagem que você carrega consigo, imagine que você tem uma foto na parede, e você anda até ela e é uma foto que você está rindo e você pega um marcador e pinta de preto o seu dente da frente, e você desenha alguns rabiscos ali e faz com que pareça uma imagem horrorosa. Que efeito isso terá quando você olhar para essa figura? Instantaneamente você responderá, interiormente, de forma diferente. Nós humanos fazemos algo parecido com isso. Às vezes, quando alguma coisa externa acontece, por exemplo, quando alguma pessoa desaprova a gente, se ela não gosta do que estamos fazendo, ao invés de dizermos: "Ah, se ela não aprova, isso é problema dela", nós internalizamos isso, e fazemos disso algo sobre nós. E vamos além e vemos isso relacionado ao que nós somos como pessoa. Atrelamos isso à nossa imagem pessoal. Indentificamos isso com nós mesmos, e fazemos um significado interno sobre isso. Ao invés de dizer : "Essa pessoa apenas reprovou o que eu fiz..Ótimo,ele pode fazer o que quiser". Nós dizemos :" Oh, ele me desaprovou, as pessoas provavelmente não me aprovam. Oh, eu provavelmente não mereço aprovação, eu sou o tipo de pessoa que as pessoas não aprovam". Nós generalizamos e isso passa a se tornar nossa identidade, por isso pare de fazer significações internas de situações externas.

Número 8: Acabe com os fracassos aprendendo com eles

Eu passei muitos anos da minha vida trabalhando comigo mesmo, e trabalhando em tirar toda essa noção de fracasso do meu sistema. O que eu conclui é que o fracasso é um conceito inventado, os homens inventaram o conceito do fracasso, nós inventamos. Assim como inventamos várias outras idéias. Novamente, o problema surge quando começamos a pensar em termos de atrelar significados ao fracasso. Programadores de computador irão dizer que algo falhou, ou seja, a rotina não foi processada da maneira certa. Talvez um problema no Software que impediu que o sistema fizesse o que deveria e isso é um fracasso.

É um tipo de coisa lógica e objetiva, mas quando nós humanos trazemos esse conceito para nossa mente e: “Oh! Falhei!” e ao invés de pensarmos lógica e objetivamente, sem generalizarmos e internalizarmos, nós dizemos: “Eu sou um fracassado!” e se você chegou a esse ponto, onde você é um fracassado dentro de sua mente, dará muito trabalho para desfazer tudo isso. Então eu me questionei: “Como posso fazer para acabar com essa noção de fracasso?” Porque isso na verdade não existe. Fazendo isso estarei me libertando de várias coisas.

A melhor maneira de se libertar de qualquer coisa que se vê como fracasso é para, olhar para a experiência e ver o que você aprendeu com isso. Então compare a lição que você aprendeu com o preço que você pagou. Acredito que você sempre concluirá que a liça foi uma barganha, pois sempre é uma barganha.

9 – Compare seu progresso e sucesso apenas com vocêmesmo e não com os outros

Tem uma palavra que muito de nós usamos principalmente os homens, que parecem ser atraídos a essa palavra e a este conceito. E o conceito é vencer. Dennis Wiley fez vários programas sobre isso. Décadas atrás, ele escreveu vários livros sobre vencer e disse: "Todos querem ser um vencedor". Universalmente, todos nós queremos ser vencedores. Jack Welch, o grande sábio de todos os tempos, escreveu um livro chamado Winning – Paixão por vencer. Que fala sobre como é boa a sensação de ser um vencedor. E quanto mais eu analiso, mais eu concluo que existem dois tipos de vencedores: um é o do tipo onde você consegue aquilo que você quer você alcança o resultado que queria e o outro tipo é quando outra pessoa perde, quando você vence outra pessoa.

Para ficar mais claro, um tipo é: “você alcança o que quer alcançar” e o outro tipo é: ”você vence alguém. E o que descobri é que se você passa a vida tentando vencer a todos, e não tentando alcançar o que você realmente quer alcançar, você terá várias “vitórias” em relação a outras pessoas e um dia irá acordar e ver: “Uau, eu venci todas essas pessoas, mas não consegui o que eu queria”. Por outro lado se você descobrir o que você quer para a sua vida, se dedicar a isso, encontrar o seu caminho e se manter nele, você chegará aonde você queria chegar e é ai que você venceu. Olhará para trás e verá que não importa se venceu alguém ou não, é irrelevante.

Então, enquanto você progride na sua vida, na sua própria perspectiva aprendendo a ser bem sucedido com as mulheres e relacionamentos, nunca olhe para fora de você e diga: “Nossa, esse cara está fazendo melhor que eu, ou pior que eu”.

Compare seus progressos com você mesmo, e procure vencer alcançando as metas que você quer e se ver comparando seus resultados com os outros, pare um pouco, olhe para trás e veja o quão longe você foi, veja o progresso que obteve, comparando de onde você começou. Corra sua própria corrida, é mais rápido e gratificante em longo prazo.

Número 10: Desenvolva constantemente e com consciência - sempre busque o próximo nível e paradigma

Desenvolva com consciência e constantemente. Eu estava falando semana passada com um cara que é tido como um dos grandes gerenciadores e pensadores do mundo, e ele estava falando de um livro, onde, no livro, era um livro sobre psicologia eu acho, e o autor estava falando que, todos estamos em cima dos trilhos de um trem, e o trem do fracasso vem nos pegar e o que nós fazemos é olhar para baixo e tentamos nos distrair o tempo todo, para não olhar para cima e perceber de fato, essa fraqueza. Muita gente olha a vida como uma luta, não importa o que se faça. Um dos grandes presentes que eu acho que temos,pense você como sorte, ou bênção, ou apenas destino. Uma das coisas positivas da vida é que você não pode estender o tempo de sua vida. existem níveis suficientes para continuar se desenvolvendo, se você quiser continuar se desenvolvendo, você pode fazer isso pra sempre, até o resto de sua vida. Não irão se acabar, eu pensei sobre isso, perguntei bastante, fui até pessoas mais velhas e maduras, que já "jogaram esse jogo" então se você quiser alcançar níveis mais e mais altos de realização, contentamento e felicidade na sua vida, continue evoluindo, continue buscando o próximo nível, continue se questionando : "Ok, qual o próximo nível e como faço pra chegar lá?",Ok, qual o próximo nível e como faço pra chegar lá?".
Nuca chegue ao ponto de dizer: "Eu cheguei lá!". E se você se ver em um grupo de pessoas bajulando você e puxando seu saco,é o sinal que você precisa parar e procurar outro grupo de pessoas, que não estão nem aí para o seu sucesso, pois eles estão muito a frente, e isso o levará ao próximo patamar.
Com sorte isso irá sacudir o seu ego e mexer um pouco com você, mas de uma maneira gentil é claro. Portanto sempre busque o próximo nível e paradigma.